Início > Uncategorized > Michael Schumacher

Michael Schumacher

Nesta semana o heptacampeão Michael Schumacher desistiu de substituir Felipe Massa na Ferrari. O alemão alegou dores no pescoço e na cabeça ao informar que não correrá este ano. Veja como foi a carreira do piloto:

Michael começou sua carreira na Benneton, em 1991 – substituindo Bertrand Gachot, preso por um acidente de trânsito. Em 1992 e 1993, Schumacher venceu duas corridas, terminando em terceiro e quarto nos respectivos campeonatos.

Em 1994, após diversas polêmicas com a Williams, Michael conquistou seu primeiro título mundial. Em 1995, ainda na Benetton, conquistou seu segundo título, com relativa facilidade. No ano seguinte, se transferiu para a Ferrari.

Há dezoito anos a Ferrari não vencia um campeonato e contava com Schumacher para quebrar este tabu. Mas isso não aconteceu: Ele marcou 59 pontos, ficando atrás de Jacques Villeneuve (Vice Mundial) e Damon Hill (Campeão Mundial).

Em 1997 e 1998, Shumacher também não conseguiu conquistar o Mundial de Pilotos, perdendo para Jacques Villeneuve e Mika Hakkinen, respectivamente. Em 1999, sofreu um grave acidente, foi substituido por Mika Salo e viu Mika Hakkinen ganhar mais um campeonato.

Em 2000, enfim, conquistou o primeiro título Mundial pela Ferrari – o terceiro se sua carreira. Repitiria o feito em 2001, 2002, 2003 e 2004 – feito nunca conseguido antes, nem mesmo por Fangio. Em 2005 e 2006 perdeu para Alonso, que tinha um carro bem melhor.

E, em 2009, Schumacher recebeu um convite para voltar a Fórmula 1, substituindo Felipe Massa. A princípio aceitou o convite, mas depois de algumas voltas no carro de 2007, – Ele não pode treinar no 2009 – sentiu muitas dores. Alguns acham que isso é apenas uma desculpa.

Eu não sou um desses. Schumacher teve uma carreira brilhante, se tornando o maior piloto da história. Pode se até questionar se foi ou não o melhor, mas foi o maior sem dúvidas. Foram sete campeonatos, 68 poles, 76 voltas mais rápidas, 91 vitórias, 154 pódios e 1369 pontos em 250 GPs disputados.

Mesmo que fosse mal na sua volta, – algo que eu não acredito – Schumacher não arranharia sua imagem. Por isso, acredito que as dores no pescoço e cabeça e não qualquer outro motivo que levaram o piloto alemão a desistir da volta a Fórmula 1.

E você, o que acha? Comente!

Anúncios
Categorias:Uncategorized
  1. Murillo
    agosto 16, 2009 às 3:17 pm

    Eu sinceramente acho que isso nao foi uma desculpa,ele ja tem 40 anos,dores nessa idade sao normais e afinal de contas,ele nao é mais um menininho.

  2. Carlos
    agosto 17, 2009 às 3:04 am

    O adidente na SuperBike foi realmente sério, não creio em medo por parte do alemão.

    Inclusive não descarto uma volta dele no próximo GP ou até na próxima temporada, vai saber…

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: