Início > Entrevistas "Bate-Bola" > Bate-Bola com Mauro Beting

Bate-Bola com Mauro Beting

Mauro Alexandre Zioni Beting é jornalista esportivo há quase 20 anos. Formado em Direito na USP e em jornalismo na FIAM o polivalente Mauro já foi comentarista da Rádio Gazeta, Sportv e Rede Record. Atualmente trabalha na Rede Bandeirantes (rádio e TV), no Grupo O Lance! (rádio, TV e blog) além de BandSports e TV Esporte Interativo.


BLOG ESQ. INT.: Bom dia Mauro. É verdade que você fez curso de arbitragem de futebol e curso para ser treinador?

MAURO BETING: Olá, Rodrigo e galera do blog. Obrigado pela atenção e carinho. De fato, como o nosso Henrique Marques, também fiz curso de arbitragem, em 1995, na Federação Paulista, e um curso de treinador. Não para ser técnico ou árbitro. Mas para ser xingado melhor… Falando um pouco sério, é mais uma tentativa de tentar entender o outro lado do jogo. É tarefa básica de qualquer jornalista tentar ser plural, isento, objetivo. Para poder analisar um treinador, um árbitro, por que não tentar – na teoria – entender o lado dele, a visão dele? Toda formação é válida para aprender a não deformar a opinião e a informação.

BLOG ESQ. INT.: Se sim, por que não seguiu carreira como árbitro ou técnico? Pretende algum dia exercer alguma dessas funções?

MAURO BETING: Rodrigo, nunca quis ser árbitro. Treinador seria interessante. Mas já sou suficientemente louco. Se já levava baile de meus alunos de Jornalismo e dos meus dois filhos, seria jantado por qualquer time sub-2. Sou muito “bonzinho” (logo, ruinzão) para comandar uns marmanjos.

BLOG ESQ. INT.: É difícil conciliar o seu trabalho na TV, no rádio, no jornal e na internet?

MAURO BETING: É muito trabalho, é muito emprego. Hoje, fora livros e palestras e apresentação de eventos, são dez empregos. Mas é muita diversão. Sou pago para ver, falar e escrever futebol. Me pagam para fazer o que faria de graça. Pagaria a conta de cada impagável “Papo com Mauro” só para ouvir gente da bola falando de futebol. Pagaria para ver o que recebo pela antena do Esporte Interativo. O que cansa não é o excesso de trabalho, o que chateia são tarefas chatas. O que preocupa não é o excesso de trampo, é a falta dele. Sou um privilegiado. Ainda mais por trampar há quatro anos com a turma da Topsports e Esporte Interativo. Por eles visto sempre a camisa.

BLOG ESQ. INT.: Você prefere trabalhar com o futebol nacional ou o estrangeiro? Por quê?

MAURO BETING: Prefiro o futebol. Detesto clubismos, bairrismos, patriotismos, estrangeirismos e xenofobismos. Se o jogo é bom, não tem pátria. Mas como gosto da história do jogo, não posso não louvar a bola brasileira. Embora ame de paixão a Argentina. Respeito a antologia uruguaia. Torço de berço por Itália e Alemanha. Cresci amando a Laranja Mecânica. Venero a Hungria (aliás, quase todas essas seleções estarão no meu próximo livro). Respeito a Inglaterra. A França. Espanha. Enfim, coração de mãe e de torcedor é igual. Sempre cabe mais um. Para mim, curto futebol, ponto. Não vejo distinção no trabalho. Mas é evidente que é mais fácil falar do futebol internacional. Posso detonar ou elogiar com maior isenção. Não tenho time em outros países. Aliás, tenho: na Itália sou Palestra; na Alemanha sou Palmeiras. Assim como em Vanuatu.

BLOG ESQ. INT.: Para finalizar Mauro, na sua opinião Messi ou Cristiano Ronaldo?

MAURO BETING: Na pelada? Ronaldo: faz mais gol. No meu time do coração? Messi – não é tão marrento. Se fosse treinador? Humm…. Ronaldo. Mais decisivo. Como comentarista? Messi. É mais bonito de ver jogar.
Falei, falei, mas não respondi. Acho ótima a definição de Djalma Santos a respeito de Pelé e Garrincha: “quando o meu time estiver perdendo, quero o Pelé nele; quando estiver ganhando, escalo o Garrincha”. Adaptando à questão, com derrota ou empate, vou com Cristiano. Ganhando é com Messi.

BLOG ESQ. INT.: Mauro Beting o Blog do Esquadrão Interativo agradece sua atenção!

MAURO BETING: Foi um prazer bater bola com vocês.

No próximo “Bate-Bola”, participação do “Craque Neto” da rede Bandeirantes. Entre outras coisas ele revela o desejo de ser presidente do Corinthians em 2018.

Anúncios
  1. Adriano Garcia
    outubro 15, 2009 às 4:45 pm

    Sou Fã do Mauro, acho ele o melhor comentarista em atividade na TV Brasileira..

    E é uma honra ver que nomes da qualidade dele estão nos prestigiando..

    Neto vem ai, outro que cresceu muito, e é excelente no que faz,mas que vai uma hora ou outra ter de escolher entre o Corinthians ou o Jornalismo.

  2. André de Freitas
    outubro 15, 2009 às 4:52 pm

    Muito boa entrevista,sem dúvidas um dos melhores senão o melhor comentarista da atualidade.

  3. Murillo
    outubro 15, 2009 às 5:01 pm

    Eh isso ai!

  4. Paulo Roberto
    outubro 15, 2009 às 5:03 pm

    boa entrevista!!!
    parabens rodrigo

  5. Michelle
    outubro 15, 2009 às 6:04 pm

    Geeeente Parabens! Vcs estao se superando. O Blog ta cada dia melhor!

    Mauro Beting é nota 1.000!

  6. jose bastos de almeida neto
    outubro 16, 2009 às 12:08 am

    karai rodrigo meus parbens muito boa a materia mano parabens mesmo nao sei como conseguiu mais parabens

  7. Zanardi
    outubro 16, 2009 às 2:25 am

    Mauro Betting melhor comentarista do Brasil. Sabe do assunto e eh imparcial.

    Mauro Betting eu sou seu fa!

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: