Início > Entrevistas "Bate-Bola" > Bate-Bola com Mariana Brochado

Bate-Bola com Mariana Brochado

Mariana Brochado, 24 anos, natural do Rio de Janeiro, é ex-nadadora olímpica e atual comentarista dos canais Sportv. Entre suas principais conquistas estão as medalhas de bronze e prata nos jogos Pan-americanos de Santo Domingo, em 2003 e os diversos recordes sul-americanos alcançados. Nas Olimpíadas de Atenas em 2004, Mariana integrou a equipe do revezamento 4×200 que pela primeira vez na história chegou a uma final olímpica.

BLOG ESQ. INT.: Qual o principal motivo que te levou a abandonar as piscinas no início deste ano?

MARIANA BROCHADO: Foi uma decisão muito bem pensada e não foi de uma hora para outra. Desde 2006, já estava pensando em encerrar a minha carreira em 2008, fechando mais um ciclo olímpico. Fiquei dois anos amadurecendo essa idéia justamente para não ser um baque muito grande, já que foi uma coisa que fiz a minha vida toda e que foi a minha profissão durante 10 anos. Queria ter certeza que era isso mesmo que eu queria para não me arrepender depois, e acho que fiz tudo direitinho. Fui muito alem do que eu esperava. Tive o privilegio de participar de uma Olimpíada, na qual fomos finalistas no revezamento 4x200m livre, conquistei duas medalhas no Pan-americano de Santo Domingo, em 2003, participei de 3 mundiais na carreira, bati diversas vezes o recorde sul-americano nos 200 e 400m livre, enfim, tive uma carreira considerável e que me deu muitas alegrias. Sinto saudade das competições, mas daquela rotina desgastante de treinamento, não mais.
BLOG ESQ. INT.: Muito tem se falado a respeito de sua beleza, Mariana. Pretende algum dia seguir carreira artística ou você continuará no “mundo das piscinas”?
MARIANA BROCHADO: Acho que não levo muito jeito para seguir uma carreira artística, não tenho o dom para isso e não tem muito a ver comigo também não. Prefiro continuar ligada aos esportes, de certa forma. Estou trabalhando no Sportv não só como comentarista de natação, mas como produtora da modalidade também. Estou muito feliz, aprendendo diariamente e continuo ligada ao esporte que amo. Espero continuar contribuindo para a evolução e divulgação da natação, só que agora, fora das piscinas.
BLOG ESQ. INT.: Dentre todas as medalhas conquistadas e recordes batidos, qual(s) aquele(s) que você considera mais importante? Por quê?
MARIANA BROCHADO: É difícil escolher medalhas e recordes mais importantes, pois cada um teve a sua historia ate chegar aquele momento, mas meu primeiro recorde sul-americano, em 2002, na prova dos 200m livre, as medalhas de prata e bronze conquistadas no Pan de Santo Domingo, em 2003 e a final olímpica em Atenas foram momentos mágicos para mim e que nunca irei esquecer. Penso que vários atletas queriam estar no meu lugar, queriam estar representando seu país e estar subindo ao pódio, mas são poucos que conseguem esse feito. Tive o privilegio e a honra de fazer parte da historia da natação feminina do Brasil e espero ter contribuído um pouco para a evolução do nosso esporte, principalmente, incentivando algumas meninas a buscarem seu sonho dentro das piscinas mundo a fora.
BLOG ESQ. INT.: Em sua opinião, o Brasil está vivendo a melhor fase na natação em toda a história?
MARIANA BROCHADO: Acho que esse é um dos principais momentos da natação brasileira. Desde 2007, crescemos muito com o Thiago Pereira e, logo em seguida, com o Cesar Cielo. O que o Cielo vem fazendo é uma coisa excepcional. Ele já conquistou todos os títulos que um atleta poderia querer: campeão pan-americano, mundial, olímpico e recordista mundial. Nenhum outro nadador da historia do Brasil conseguiu esse feito e ele está fazendo sua parte, não só dentro d´agua, mas fora também, divulgando ainda mais a natação pelo país e tentando descobrir novos talentos, principalmente para Rio 2016. Esse é o melhor momento da natação, mas todos os outros nadadores que o Brasil já teve tiveram contribuição para que chegássemos a esse momento, como Rogério Romero, Fernando Scherer, Ricardo Prado, Gustavo Borges, entre muitos outros. Tanto é verdade isso, que o Cesão sempre teve como ídolo o Gustavo Borges, o que o fez querer ser igual ou ate mesmo melhor que seu próprio ídolo. Essa figura de se ter ídolos nas modalidades é muito importante para que as crianças se espelhem e, quem sabe, não sejam os próximos ídolos do país.
BLOG ESQ. INT.: As Olimpíadas no Rio em 2016 será o momento ideal para o Brasil até lá consolidar-se como uma potência mundial de natação? Você acredita que isso possa acontecer?
MARIANA BROCHADO: Acho que não só na natação, mas em muitos esportes. Hoje, a natação é o terceiro esporte nacional e temos muito que crescer ainda. Ter uma Olimpíada sendo realizada dentro do nosso país é um privilegio e tanto e não podemos deixar essa oportunidade passar. Temos que fazer o nosso melhor. Talvez não seja o melhor, mas que seja o nosso melhor. Temos 7 anos pela frente para nos desenvolvermos, incentivarmos, apoiarmos nossos atletas de hoje e as futuras promessas que poderão estar na seleção em 2016. Muita coisa precisa ser feita, mas acredito que teremos muito sucesso dentro de casa.
BLOG ESQ. INT.: Além de César Cielo e Thiago Pereira, quais outros nadadores você acredita ter um futuro promissor nas piscinas?

MARIANA BROCHADO: Kaio Márcio, Gabriella Silva, Joanna Maranhão, Daynara de Paula, Júlia Gerotto, Alessandra Marchioro, enfim, poderia ficar horas escrevendo diversos nomes que tem muito potencial e vontade para conquistar diversos títulos para o nosso país.

BLOG ESQ. INT.: E finalizando, gosta de futebol? Se sim, qual seu time de coração?
MARIANA BROCHADO: Eu gosto de futebol sim e sou flamenguista doente!!!! Torço muito, vou ao Maracanã torcer de pertinho e apoiar meu time para muitas e muitas vitorias.
BLOG ESQ. INT.: Mariana, o Blog do Esquadrão Interativo agradece sua atenção! Obrigado!
MARIANA BROCHADO: Obrigado pela oportunidade Rodrigo, espero que gostem!
Na próxima semana, participação de André Kfouri, jornalista esportivo dos canais ESPN e filho do consagrado Juca Kfouri.
Fotos da linda Mariana Brochado

Anúncios
  1. Chicão
    outubro 29, 2009 às 5:33 pm

    Me entrevistar você nao qr ne malandrão, HUASHUS, mariana pareceu ser uma pessoa gnt boa, humilde, tem muito futuro pela frente, Paraben rodrigo

  2. Pedrin
    outubro 29, 2009 às 5:59 pm

    Gos Tosa!

  3. André de Freitas
    outubro 29, 2009 às 7:29 pm

    Parabes ae Rodrigo,mto bom

  4. Zina
    outubro 30, 2009 às 4:16 pm

    ooooww meu deus. ela sim nadaria na piscina da minha laje.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: