Início > Basquete > NBB- 2ª temporada começa amanhã

NBB- 2ª temporada começa amanhã

NBB- EDIÇÃO ESPECIAL

Amantes do basquete brasileiro preparai-vos, o NBB está de volta. Em sua segunda edição, o Novo Basquete Brasil apresenta mudanças no regulamento e nos times participantes, hoje veremos quais são essas mudanças e esses times, juntamente com os favoritos e as possíveis supresas.

Regulamento:

Os times foram divididos em duplas, por sorteio, considerando a localização geográfica de cada um. As equipes paulistas, assim como as do Espírito Santo, ficaram juntas.

O emparelhamento possibilita baratear os custos operacionais no torneio. Nesta temporada, os pares são: Flamengo – São José/Unimed/Vinac; Paulistano/Amil – Pinheiros/Sky; Palmeiras/Lupo/Araraquara – Vivo/Franca; Assis Basket – GRSA/Itabom/Bauru; Universo/BRB/Financeira Brasília – Pitágoras/Minas; Guaraná Antarctica/Vitória/Saldanha – Vila Velha Basquetebol Cetaf/Garoto/UVV/PMVV e Londrina – Ciser/Araldite/Univille/Joinville.

O primeiro turno do NBB termina em 31 de janeiro e o segundo será realizado de 19 de fevereiro a 4 de abril. O NBB será interrompido depois da 7ª rodada e voltará a ter jogos no dia 10 de janeiro. Até 15 de janeiro, os times disputarão apenas um jogo por semana. Depois disso, serão dois jogos semanais. Cada clube jogará duas partidas em casa e duas fora. Como as equipes terão 13 confrontos, a tabela inclui uma única sequência de três jogos fora de casa, o último deles contra o par de sorteio, com folga em seguida.

Pelo novo regulamento, apenas os quatro primeiros colocados têm vaga garantida nas quartas-de-final. A partir de 8 de abril, as equipes colocadas da quinta à 12ª posições disputarão um classificatório para definir as quatro vagas remanescentes, com os seguintes cruzamentos: 5º x 12º, 6º x 11º, 7º x 10º e 8º x 9º.

Todos os playoffs serão definidos em melhor-de-cinco jogos. As quartas-de-final começam dia 21 de abril. As semifinais têm início em 4 de maio e a final, no dia 17 do mesmo mês.

Times:

“Coadjuvantes”

Classifico como coadjuvantes aquelas equipes cujo desempenho no NBB deste ano, provavelmente não será dos melhores.

Assis Basket

Os destaques do Assis são os dois americanos, o ala John Thomas e o armador Mark Borders, além do pivô brasileiro, Lucas Tisher. O Assis irá se classificar para os playoffs, mas dificilmente ficará entre os oito melhores.

CETAF/GAROTO/UVV/PMVV

o CETAF, com certeza lutará no máximo pela última vaga nos playoffs, o time é frágil, mas se unido pode ir aos playoffs.


Saldanha da Gama

Pior time do último NBB, os capixabas perderam seus melhores jogadores e entram ainda mais debilitados para essa edição. Junto com o Cetaf, o Saldanha da Gama incorpora a lista dos piores clubes do campeonato.

“Candidatos a zebra”

Palmeiras/Lupo/Araraquara

O Palmeiras/Araraquara, é uma grata surpresa do Paulistão, um time bem entrosado e que está supreendendo a muitos. Os jogadores que irão liderar o time nesse campeonato serão: o armador Neto, o ala americano Marshall Brown, o ala/ armador Arnaldinho e o craque do time, Deivisson.

ADL/Sercomentel/ Londrina

Estreantes no NBB, os paranaenses buscam respeito e projeção nacional, sua diretoria trabalhou na pré-temporada e trouxe bom reforços, como o pivô Bernardo, que veio do Bancastercas Teramo, da Itália e o armador Zezinho que jogava o campeonato paulista pelo Sorocaba.

São José/Unimed/Vinac

O time de São José dos Campos, busca um lugr ao sol nesse NBB. Já reconhecido no estado de São Paulo por suas boas atuações, o time planeja voos mais altos, para isso conta com Fulvio, Mineiro, Renato e Matheus, esse quarteto vem dando o que falar no Paulistão.


CISER/ARALTIDE/Univille/Joinville

O time que ficou conhecido após a confusão de Marcelinho Machado(num campeonato amistoso), quer mostar que vai além desta confusão e quer mostrar serviço no NBB. Ano passado, os catarineses terminaram na quarta colocação. Os destaques do time são: o capitão Shilton(não se engane, ele é brasileiro) e o armador Manteguinha.

SKY/Pinheiros

O famoso clube paulistano, vem bem no Paulistão. Poderíamos clasificá-lo até como favoritos, mas a inconstância do time não trás segurança suficiente para tal afirmação. O Pinheiros tem um dos melhores elencos da NBB, Alexandre,o cestinha e maior reboteiro do campeonato paulista até agora; o americano Shamell, só fica atrás de Alexandre, em se tratando de pontos no Paulistão; o pivô Morro e Diego, que joga pela Seleção.

GRSA/Itabom/Bauru

O time do técnico Guerrinha vem fazendo bonito neste Paulistão e espera repetir a dose no NBB. Bauru, muitas vezes subestimado, está na quarta colocação do Paulista e tem dois jogos a menos que o líder. O GRSA é liderado pelo americano Larry Taylor, um excelente armados, líder de assistências no Paulista. Além de Larry, o time conta com a mão calibrada de Fernando Fisher, que venceu o campeonato de bolas de três da última edição do NBB, os alas Alex e Eddy e o recém-chegado e americano Jeff Agba.


“Favoritos

Vivo/Franca

Franca respira basquete, nesse ano, o time completou 50 anos de muitas glórias e de presente aos seus torcedores, eles lutarão pelo título da NBB. Em segundo lugar no Paulistão, os comandados de Hélio Rubens, surgem como favoritos, não só pela sua história, mas sim pela bola que está jogando e pela qualidade do grupo, os destaques do time são: Rogério, Ricardo, Tony e Benite, mas na verdade o destque é o conjunto formado.

Paulistano/AMIL

Atual líder do campeonato paulista, o Paulistano, clube conhecido por revelar grandes talentos para o nosso basquete, volta à boa fase e é candidatíssimo ao título desse ano. A grande estrela do time é o pivô da Seleção Brasileira, ex-NBA, Rafael Araújo, o Baby. Mas o time não se resume a Baby, Dedé vems e destacando, André Bambu voltou à boa fase e Fernando é um bom armador.

Pitágoras/Minas

O mais conhecido clube mineiro, está dando alegrias aos seus torcedores. Foi terceiro no NBB, agora é o único representante brasileiro na Liga Sul-americana e amanhã começ uma jornada rumo ao título do NBB. Para tanto, o time conta com Murilo pivô que já jogou na Seleção, o armador argentino Sucatzky e o americano Christopher Jeffries.

Universo/BRB/Financeira Brasília

Atuais vice-campeões da NBB, o universo Brasília se reforçou muito bem para essa temporada, trouxe o ala Guilherme Giovannoni, que jogou muito tempo na Europa, foi campeão com a seleçõ na última Copa América, enfim, um craque. Além de Giovannoni, o Universo conta com outro fora-de-série, o ala ex-NBA, Alex Garcia, titular da nossa Seleção na Copa América. Além deles o Brasília conta com Valtinho, armador que jogou muito tempo na seleção, Estevam que já foi convocado em algumas oportunidades e Nezinho, jogador que por muito tempo frequentou as listas de convocação para nossa Seleção

Flamengo

Atuais campeões da NBB e da Liga Sul-americana e favoritíssimos ao Bi da NBB, o Flamengo, que é comandado por Paulo Chupeta, chega com força total para essa temporada. O time tem como estrela Marcelinho Machado, um dos maiores jogadores da história de nosso basquete, um gênio. Além dele, Duda, seuirmão mais novo é um dos destaques dessa equipe, juntamente com Jeferson, Coloneze, Fred e Hélio.

ESTRELA DO CAMPEONATO:


Anúncios
Categorias:Basquete
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: