Archive

Archive for the ‘NBA’ Category

NBA – Kobe Bryant faz história no Staples Center

Kobe Bryant é o segundo maior cestinha da história dos Lakers

Kobe Bryant escreveu ontem mais um capítulo da sua brilhante história na NBA. Ontem, na vitória dos Lakers frente ao Chicago, por 108 a 93, com os 21 pontos somados ontem, chegou a 24. 182 ultrapassando Kareem Abdul-Jabbar e agora apenas ficando atrás de Jarry West( 25.192 pontos), recorde esse que provavelmente será superado.

“São duas grandes figuras [Abdul-Jabbar e West] e estar ali, ao lado deles, como sempre disse para mim mesmo, é simplesmente uma grande honra e uma satisfação única”, disse Kobe Bryant, aos 31 anos, apenas dois dias depois de alcançar a marca de 100 partidas anotando pelo menos 40 pontos, feito conseguido apenas por Wilt Chamberlain e Michael Jordan.

Mas quem brilhou também no Staples Center foi o ala-pivô Pau Gasol. Depois de perder os 11 primeiros jogos da temporada 2009/10 por conta de uma lesão, o espanhol foi o melhor em quadra, completando um duplo-duplo de 24 pontos e 13 rebotes. “Estou muito feliz com essa volta. Ele esteve esplendido”, afirmou Kobe Bryant.

 

Outros destaques da noite de ontem:

*Peja Stojakovic liderou os Hornets na vitória contra os líderes do Oeste, o Phoenix Suns, por 110 a 113, mesmo não contando com Chris Paul.Stojakovic foi o principal jogador da partida com um duplo-duplo de 25 pontos e 13 rebotes. Pelo lado dos Suns – que segue em primeiro no Oeste, mas já vê a aproximação Dallas Mavericks e Los Angeles Lakers – Amare Stoudemire marcou 23 tentos. Já o brasileiro Leandrinho começou no banco e anotou 11 pontos em 17 minutos.

* Na terceira partida da noite desta quinta-feira, o San Antonio Spurs seguiu fazendo um início de temporada desastroso. Mesmo com 21 pontos de Tim Duncan, o time texano perdeu sua sexta partida em nove jogos ao ser derrotado pelo Utah Jazz por 90 a 83, jogando em casa, com mais de 17 mil pessoas no AT&T Center.

Categorias:NBA Tags:

NBA, Suns perdem invencibilidade, Nenê Brilha e Iverson reclama

Orlando mostra força e derrota Suns

d12

O Orlando Magic recebeu, na noite desta quarta-feira, o até então invicto, Phoenix. O time da casa jogou bem e conseguiu arrancar a primeira derrota do time de Steve Nash, reafirmando a todos que são favoritos ao título.

Sempre maior reboteiro de sua equipe, desta vez o pivô Dwight Howard não foi o melhor no fundamento, mas terminou como cestinha do jogo, com 25 pontos. O companheiro de garrafão de Howard, Ryan Anderson, conferiu mais 20, além de dez rebotes.

Pelo time visitante, que não teve Leandrinho mais um vez, lesionado, Amare Stoudemire se destacou com 25 pontos e 14 rebotes. O ala Jared Dudley saiu do banco dos Suns para anotar mais 17 tentos.

Defendendo sua invencibilidade na NBA, o Phoenix Suns partiu com tudo para cima do Magic, mas a equipe local venceu o primeiro quarto por 29 a 25. No período seguinte, equilíbrio maior ainda, e novo triunfo da equipe de Orlando, por 29 a 27.

Nos segundo tempo o Magic conseguiu imprimir um ritmo ainda mais forte, e os Suns não acompanharam. Assim, o time da Flórida voltou a vencer na temporada. Ambas as equipes computam quatro triunfos e uma derrota.

Nesta sexta-feira, o Orlando Magic volta às quadras para enfrentar o Detroit Pistons, diante de sua torcida. No mesmo dia, o Phoenix Suns sai para encarar o Boston Celtics.

 

 

Nenê é eleito jogador mais eficiente da rodada e ajuda Denver a manter invencibilidade

nene5

O Denver Nuggets manteve os 100% de aproveitamento na temporada 2009/10 da NBA. Com mais uma boa atuação do pivô brasileiro Nenê, que marcou 16 pontos nos 30 minutos que ficou em quadra, a equipe do Colorado passou fácil pelo New Jersey Nets, mesmo atuando fora de casa, e venceu seu quinto jogo seguido por 122 a 94.

Nenê foi o jogador mais eficiente na rodada, segundo as estatísticas da NBA. Além de 16 pontos, ele anotou nove rebotes e deu quatro assistências. Totalizou ainda três tocos e dois roubos de bola na partida.

Outro destaque dos Nuggets na partida – vencida apenas no segundo tempo, depois de os dois primeiros quartos terem sido muito equilibrados – foi o armador Ty Lawson, que mesmo começando como reserva, foi o principal pontuador do confronto com 23 tentos. Em seguida veio o ala Carmelo Anthony, com outros 22 pontos para o time de Denver.

Nas outras duas partidas que abriram a rodada da noite desta quarta-feira na NBA, o Toronto Raptors, jogando no Canadá, venceu o Detroit Pistons por 110 a 99; já o Miami Heat, com nada menos que 40 pontos da estrela Dwyane Wade, passou pelo Washigton Wizards por 93 a 89, jogando na capital federal dos Estados Unidos.

Iverson reclama de “Dor na bunda” de tanto ficar no banco

a_iverson

O ala-armador Allen Iverson mal chegou ao Memphis Grizzlies e já está envolvido em polêmicas. O jogador de 34 anos está plenamente recuperado de lesão e mesmo assim tem ficado no banco de reservas de sua nova equipe, o que gerou indignação do camisa 3 da equipe.

“Não tenho mais problemas nas costas. Só o que me dói é a bunda de tanto tempo que tenho ficado no banco de reservas. Não sou um sexto homem. É tudo que posso dizer”, esbravejou o ala-armador, contratado como principal reforço dos Grizzlies para a temporada.

Para comprovar que não é jogador para ficar no banco de reservas, Iverson recorreu ao seu histórico na NBA, onde defendeu o Philadelphia 76ers e o Denver Nuggets, e acumulou uma média de 27 pontos por jogo em 41,4 minutos em cada partida.

Desde que começou o campeonato atual do principal basquete no mundo, ele jogou 28 minutos da primeira partida e 18 na segunda, obtendo uma média de 14,5 pontos por jogo. “Vejam a minha carreira e verão que não sou um sexto jogador. Não tem nada a ver com egoísmo, apenas com a minha maneira de ser”, cravou.

O treinador do Memphis Grizzlies, Lionel Hollins, evitou polêmica com um de seus principais jogadores. “Meu trabalho é treinar a equipe. Tenho que tomar as decisões e nem todos ficarão felizes. Não falarei mais sobre o Iverson. Estou cansado de comentar o que ele diz. Ele tem o direito de dizer o que quiser”, desviou.

 

 

Categorias:NBA Tags:

NBA, Howard e Anthony, os destaques desse início de temporada

NBA

Denver e Orlando agradecem às suas estrelas

Passados seis dias após o início da temporada regular, dois jogadores se destacaram. Carmelo Anthony e Dwight Howard conduziram, com atuações brilhantes, seus times à duas vitórias em dois jogos, deixando-os entre os primeiros colocados da Conferência Oeste e Leste, respectivamente.

Carmelo Anthony vem fazendo sua melhor temporada desde seu primeiro ano, em 2003, quando foi a terceira escolha do Draft (Draft considerado por muitos entre os melhores da historia), que teve como primeiro escolhido, LeBron James. Muitas vezes contestado, por não alcançar as glórias que outros jogadores envolvidos no famoso Draft, como Dwyane Wade, que levou o Heat ao título em 2006 ou mesmo LeBron James, que levou o Cleveland à grande final da NBA; Carmelo agora mostra que está pronto para levar o Denver às finais e calar à todos que o criticaram.

Melo, como é conhecido entre os jogadores, está com médias estrondosas nesta temporada: 35,5 pontos (sendo que contra o Portland ele marcou 41), 7 rebotes e 4 assistências. Ainda é cedo para qualquer prognóstico, mas os torcedores do Denver podem ficar esperançosos, pois esta temporada será inesquecível.

Diferentemente de Carmelo, Dwight Howard dificilmete é contestado ou criticado, pois suas apresentações são seguras e marcantes, desde sua primeira temporada, em 2004, ano em que foi a primeira escolha no Draft, que também teve outros bons jogadores na disputa, como Ben Gordon, Devin Harris e Emeka Okafor; Howard já levou o Orlando à uma grande final de NBA, fato que tinha acontecido pela última vez em 1995, quando o maior astro do time era Shaquille O´Neal.

As comparações entre D-12 e Shaq são inevitáveis e constantes, desde o estilo de jogo até as enterradas, os tocos e o estilho brincalhão, o Superman conquistou os Estados Unidos e pretende conquistar o anel da vitória esse ano. Esforço não faltará, pelo menos da parte dele.

Ainda falta muita água pra rolar embaixo dessa ponte, mas Carmelo Anthony e Dwight Howard tem tudo para desbancar os “superstars” LeBron James e Kobe Bryant na escolha como MVP e possivelmente, como campeões da NBA.

Categorias:NBA

NBA, Resumo dos jogos de ontem

NBA

Caros companheiros de esquadrão, ontem foi o segundo dia de jogos pela Temporada Regular da NBA. Tivemos poucas surpresas, a maior delas foi a derrota do Cleveland frente ao Toronto. Vale um destaque, as ótimas apresentações, dos favoritos, Orlando Magic e Boston Celtics. Vamos aos Jogos em destaque :

Cleveland joga mal e perde para Toronto

Um dos favoritos ao título da NBA, o Cleveland Cavaliers, do brasileiro Anderson Varejão, perdeu nesta quarta-feira para o Toronto Raptors por 101 a 91 no Canadá e sofreu sua segunda derrota na atual temporada regular.

O resultado surpreendeu não pelo seu placar, mas sim pela apatia dos Cavs, principalmente no primeiro tempo, onde terminou com uma desvantagem de 18 pontos.

No primeiro quarto, o time da casa tomou conta do jogo e, com uma defesa recheada de tocos e roubos, abriu boa vantagem, muito em função de Andra Bargnani, que terminou o primeiro quarto com 13 pontos e Jose Calderon, que deu 6 assistências nesse mesmo período.

No quarto a história se repetia, agora com mais 2 protagonistas, Chris Bosh, que acertava todas e o italiano Bellinelli, que saiu do banco para por fogo no jogo, com suas infiltrações e bolas de três.

No terceiro quarto, o Cleveland ensaiou uma recuperação, aproveitando-se do rodízio do time da casa e chegou a empatar o jogo, mas, novamente, o time errou jogadas bobas e terminou o quarto com 7 pontos atrás.

Os Cavaliers jogaram o último quarto da mesma maneira que os outros, mal. Resultando no Placar final de 101 a 91, com relativa facilidade.

Varejão voltou a ter atuação discreta e terminou com apenas dois e quatro rebotes após quase 25 minutos em quadra. O pivô Shaquille O’Neal, grande contratação do Cavs para o ano, marcou apenas 12 pontos. LeBron James foi bem nas estatísicas, 23 pontos, pegou 11 rebotes e deu 12 assistências, mas mostrou-se egoísta, mal-concentrado aparentando até um certo desprezo pela partida.

O Raptors foi comandado em quadra pelo italiano Andrea Bargnani, cestinha do jogo com 28 pontos. O ala Chris Bosh, com 21 pontos e 16 rebotes, também se destacou.

Celtics massacram Bobcats e Knicks perdem para Heat

Após a estreia na temporada regular com vitória sobre o Cavaliers em Cleveland, o Boston Celtics recebeu nesta quarta-feira o Charlotte Bobcats e, sem muitos problemas, venceu por 92 a 59.

A exemplo do que já havia acontecido na vitória por 95 a 89 de terça, os Celtics foram comandados por seu “Big Three” – Paul Pierce, Kevin Garnett e Ray Allen.

Allen foi o cestinha da partida com 18 pontos, três a mais que os marcados por Pierce. Garnett também foi importante ao anotar dez e pegar sete rebotes. O armador Rajon Rondo conseguiu um double-double (dois dígitos em dois fundamentos) ao marcar dez pontos e distribuir 11 assistências.

O principal pontuador dos Bobcats foi Gerald Wallace, que marcou dez, além de ter conseguido 12 rebotes para também anotar double-double.

Adversário dos Celtics na Divisão do Atlântico, o New York Knicks perdeu também ontem para o Miami Heat por 115 a 93. O ala-armador Dwyane Wade, com 26 pontos, comandou a vitória do time da Flórida. O pivô Jermaine O’Neal, com double-double de 22 pontos e 12 rebotes, também foi importante na vitória do Heat.

Favorito, Orlando faz dever de casa em sua estreia

O Orlando Magic estreou nesta quarta-feira na temporada regular da NBA com uma vitória por 120 a 106 sobre o Philadelphia Sixers em casa, na primeira partida oficial de Vince Carter com a camisa do time da Flórida.

Principal contratação do Magic para a temporada, Carter foi importante ao marcar 15 pontos. O principal nome do jogo, porém, foi o pivô Dwight Howard, que deixou a quadra com um double-double (dois dígitos em dois fundamentos) de 21 pontos e 15 rebotes.

O cestinha da partida foi o ala-pivô Marreese Speights, do Sixers, com 26 pontos.

Também hoje, o Atlanta Hawks, que deve ser um dos principais adversários do Magic na Divisão Sudeste, estreou na temporada com uma vitória por 120 a 109 sobre o Indiana Pacers.

O ala Joe Johnson, com 25 pontos, foi o destaque do Hawks na partida, que teve Danny Grnger, do Pacers, como cestinha com 31.

Nash dá vtória aos Suns nos segundos finais


Com uma cesta a cinco segundos do fim da partida do armador canadense Steve Nash, o Phoenix Suns venceu nesta quarta-feira o Los Angeles Clippers por 109 a 107 em sua primeira partida na temporada regular da NBA.

Nash, além de decisivo, liderou o ataque do Suns ao anotar 24 pontos e dar oito assistências. O ala Grant Hill conseguiu um double-double (dois dígitos em dois fundamentos) de 19 pontos e 13 rebotes.

Nos 41 minutos em que ficou em quadra, o ala-armador brasileiro Leandrinho marcou 17 pontos e deu duas assistências.

O pivô Marcus Camby, com double-double de 23 pontos e 11 rebotes, foi o principal nome do Clippers, que em sua estreia na temporada, na última terça, já havia perdido para o Los Angeles Lakers.


Sem estrelas e por um ponto, Houston vencem a primeira na temporada


Mesmo sem seus dois principais jogadores, Yao Ming e Tracy McGrady, o Houston Rockets conseguiu nesta quarta-feira sua primeira vitória na temporada regular da NBA ao passar pelo Golden State Warriors fora de casa por 108 a 107.

Em sua estreia na temporada, na última terça, o time texano havia sido derrotado pelo Portland Trail Blazers também fora de casa.

O Rockets foi comandado em quadra pelo ala Trevor Ariza, campeão no ano passado pelo Los Angeles Lakers, que marcou 25 pontos. O argentino Luis Scola, com double-double (dois dígitos em dois fundamentos) de 21 pontos e 11 rebotes, também se destacou.

Além de ter perdido Ron Artest para os Lakers, a equipe de Houston começa a temporada sem os lesionados Yao e McGrady – o chinês deve ficar fora das quadras por pelo menos um ano mais.

Carmelo comanda vitória do Denver sobre Utah

O ala Carmelo Anthony foi o grande destaque do Denver Nuggets na estreia da temporada da NBA. O camisa 15 anotou 30 pontos na madrugada desta quinta-feira e ajudou o time do Colorado, que jogava em casa, a derrotar o Utah Jazz por 114 a 105.

Quem também chamou a atenção na partida foi o armador Ty Lawson, que fazia seu primeiro jogo oficial na NBA. O calouro da universidade de North Carolina não se intimidou com a pressão da estreia e mostrou que pode ser uma ótima alternativa para poupar o veterano Chauncey Billups, 33 anos, para os momentos mais importantes.

Lawson fechou a partida com 17 pontos, sendo sete no último quarto, quando Denver arrancou para a vitória. Ele teve ainda seis assistências e deixou a quadra muito aplaudido pelos torcedores que lotaram o ginásio Pepsi Center.

O pivô brasileiro Nenê Hilário, que deixou o jogo eliminado após cometer seis faltas, também fez uma ótima estreia: anotou 16 pontos e apanhou seis rebotes. No primeiro ataque de Denver no jogo, ele sofreu uma falta no garrafão do Jazz enquanto tentava uma cesta.

Nenê caiu em cima do pé de Mehmet Okur, que torceu o tornozelo e o joelho no lance. Mesmo jogando “baleado”, com uma proteção na perna esquerda e recebendo tratamento médico constante do banco do Jazz, Okur foi um dos destaques da partida, com 13 pontos e seis rebotes.

A melhor figura do Jazz foi o armador Deron Williams, que anotou 28 pontos e deu 13 assistências. Na temporada passada, ele foi o segundo melhor na liga em passes para cesta, atrás apenas de Chris Paul, do New Orleans Hornets.

Spurs contam com boa partida de Parker e vencem Hornets


Com uma grande atuação do armador Tony Parker, o San Antonio Spurs estreou na temporada regular da NBA com uma vitória por 113 a 96 no Texas sobre o New Orleans Hornets. O francês, que deixou a quadra ainda no terceiro quarto machucado após uma forte queda, foi o cestinha do time de San Antonio com 17 pontos.

Recuperado da lesão no tornozelo direito que o tirou de várias partidas na temporada passada, o argentino Manu Ginóbili, com 16, foi o segundo maior pontuador dos Spurs. O experiente Tim Duncan se destacou também ao pegar 12 rebotes e marcar nove pontos.

“A equipe respondeu bem, fizemos as coisas de maneira inteligente e estamos contentes por termos conseguido nossa primeira vitória da temporada”, comentou Ginóbili.

O ala novato DeJuan Blair teve uma excelente estreia pelo Spurs, e deixou a quadra com um double-double (dois dígitos em dois fundamentos) de 11 rebotes e 14 pontos.

O armador Chris Paul liderou o Hornets com 26 pontos e o pivô Emeka Okafor, contratação do time de Nova Orleans para a temporada, conseguiu um double-double com 18 pontos e dez rebotes.


Detroit supera Memphis com boa atuação de Rip Hamilton


O Detroit Pistons estreou nesta quarta-feira na temporada regular da NBA com uma vitória por 96 a 74 sobre o Memphis Grizzlies, no Tennessee. O cestinha do jogo e principal nome da vitória da equipe foi o ala-armador Richard Hamilton, autor de 25 pontos.

Pelo Grizzlies, o espanhol Marc Gasol, irmão de Pau Gasol, do Los Angeles Lakers, fez a melhor partida de sua carreira na NBA e deixou a quadra com um double-double (dois dígitos em dois fundamentos) de 21 pontos e 15 rebotes.

Outras equipes que estrearam com vitória na noite dessa quarta na temporada regular foram Minnesota Timberwolves, que derrotou o New Jersey Nets por 95 a 93 em casa, e Oklahoma City Thunder, que bateu o Sacramento Kings por 102 a 89 também em sua quadra.

Categorias:NBA Tags:

NBA, Resumo dos jogos de ontem

NBA

Caros companheiros de esquadrão, ontem foi o segundo dia de jogos pela Temporada Regular da NBA. Tivemos poucas surpresas, a maior delas foi a derrota do Cleveland frente ao Toronto. Vale um destaque, as ótimas apresentações, dos favoritos, Orlando Magic e Boston Celtics. Vamos aos Jogos em destaque :

Cleveland joga mal e perde para Toronto

x

Um dos favoritos ao título da NBA, o Cleveland Cavaliers, do brasileiro Anderson Varejão, perdeu nesta quarta-feira para o Toronto Raptors por 101 a 91 no Canadá e sofreu sua segunda derrota na atual temporada regular.

O resultado surpreendeu não pelo seu placar, mas sim pela apatia dos Cavs, principalmente no primeiro tempo, onde terminou com uma desvantagem de 18 pontos.

No primeiro quarto, o time da casa tomou conta do jogo e, com uma defesa recheada de tocos e roubos, abriu boa vantagem, muito em função de Andra Bargnani, que terminou o primeiro quarto com 13 pontos e Jose Calderon, que deu 6 assistências nesse mesmo período.

No quarto a história se repetia, agora com mais 2 protagonistas, Chris Bosh, que acertava todas e o italiano Bellinelli, que saiu do banco para por fogo no jogo, com suas infiltrações e bolas de três.

No terceiro quarto, o Cleveland ensaiou uma recuperação, aproveitando-se do rodízio do time da casa e chegou a empatar o jogo, mas, novamente, o time errou jogadas bobas e terminou o quarto com 7 pontos atrás.

Os Cavaliers jogaram o último quarto da mesma maneira que os outros, mal. Resultando no Placar final de 101 a 91, com relativa facilidade.

Varejão voltou a ter atuação discreta e terminou com apenas dois e quatro rebotes após quase 25 minutos em quadra. O pivô Shaquille O’Neal, grande contratação do Cavs para o ano, marcou apenas 12 pontos. LeBron James foi bem nas estatísicas, 23 pontos, pegou 11 rebotes e deu 12 assistências, mas mostrou-se egoísta, mal-concentrado aparentando até um certo desprezo pela partida.

O Raptors foi comandado em quadra pelo italiano Andrea Bargnani, cestinha do jogo com 28 pontos. O ala Chris Bosh, com 21 pontos e 16 rebotes, também se destacou.



Acima, o cestinha e showman(enterradas, arremessos e tocos impressionantes) da partida, Andrea Bargnani.

Celtics massacram Bobcats e Knicks perdem para Heat

Após a estreia na temporada regular com vitória sobre o Cavaliers em Cleveland, o Boston Celtics recebeu nesta quarta-feira o Charlotte Bobcats e, sem muitos problemas, venceu por 92 a 59.

A exemplo do que já havia acontecido na vitória por 95 a 89 de terça, os Celtics foram comandados por seu “Big Three” – Paul Pierce, Kevin Garnett e Ray Allen.

Allen foi o cestinha da partida com 18 pontos, três a mais que os marcados por Pierce. Garnett também foi importante ao anotar dez e pegar sete rebotes. O armador Rajon Rondo conseguiu um double-double (dois dígitos em dois fundamentos) ao marcar dez pontos e distribuir 11 assistências.

O principal pontuador dos Bobcats foi Gerald Wallace, que marcou dez, além de ter conseguido 12 rebotes para também anotar double-double.

Adversário dos Celtics na Divisão do Atlântico, o New York Knicks perdeu também ontem para o Miami Heat por 115 a 93. O ala-armador Dwyane Wade, com 26 pontos, comandou a vitória do time da Flórida. O pivô Jermaine O’Neal, com double-double de 22 pontos e 12 rebotes, também foi importante na vitória do Heat.

Favorito, Orlando faz dever de casa em sua estreia

O Orlando Magic estreou nesta quarta-feira na temporada regular da NBA com uma vitória por 120 a 106 sobre o Philadelphia Sixers em casa, na primeira partida oficial de Vince Carter com a camisa do time da Flórida.

Principal contratação do Magic para a temporada, Carter foi importante ao marcar 15 pontos. O principal nome do jogo, porém, foi o pivô Dwight Howard, que deixou a quadra com um double-double (dois dígitos em dois fundamentos) de 21 pontos e 15 rebotes.

O cestinha da partida foi o ala-pivô Marreese Speights, do Sixers, com 26 pontos.

Também hoje, o Atlanta Hawks, que deve ser um dos principais adversários do Magic na Divisão Sudeste, estreou na temporada com uma vitória por 120 a 109 sobre o Indiana Pacers.

O ala Joe Johnson, com 25 pontos, foi o destaque do Hawks na partida, que teve Danny Grnger, do Pacers, como cestinha com 31.


Nash dá vtória aos Suns nos segundos finais

Com uma cesta a cinco segundos do fim da partida do armador canadense Steve Nash, o Phoenix Suns venceu nesta quarta-feira o Los Angeles Clippers por 109 a 107 em sua primeira partida na temporada regular da NBA.

Nash, além de decisivo, liderou o ataque do Suns ao anotar 24 pontos e dar oito assistências. O ala Grant Hill conseguiu um double-double (dois dígitos em dois fundamentos) de 19 pontos e 13 rebotes.

Nos 41 minutos em que ficou em quadra, o ala-armador brasileiro Leandrinho marcou 17 pontos e deu duas assistências.

O pivô Marcus Camby, com double-double de 23 pontos e 11 rebotes, foi o principal nome do Clippers, que em sua estreia na temporada, na última terça, já havia perdido para o Los Angeles Lakers.

Sem estrelas e por um ponto, Houston vencem a primeira na temporada

Mesmo sem seus dois principais jogadores, Yao Ming e Tracy McGrady, o Houston Rockets conseguiu nesta quarta-feira sua primeira vitória na temporada regular da NBA ao passar pelo Golden State Warriors fora de casa por 108 a 107.

Em sua estreia na temporada, na última terça, o time texano havia sido derrotado pelo Portland Trail Blazers também fora de casa.

O Rockets foi comandado em quadra pelo ala Trevor Ariza, campeão no ano passado pelo Los Angeles Lakers, que marcou 25 pontos. O argentino Luis Scola, com double-double (dois dígitos em dois fundamentos) de 21 pontos e 11 rebotes, também se destacou.

Além de ter perdido Ron Artest para os Lakers, a equipe de Houston começa a temporada sem os lesionados Yao e McGrady – o chinês deve ficar fora das quadras por pelo menos um ano mais.

Carmelo comanda vitória do Denver sobre Utah

O ala Carmelo Anthony foi o grande destaque do Denver Nuggets na estreia da temporada da NBA. O camisa 15 anotou 30 pontos na madrugada desta quinta-feira e ajudou o time do Colorado, que jogava em casa, a derrotar o Utah Jazz por 114 a 105.

Quem também chamou a atenção na partida foi o armador Ty Lawson, que fazia seu primeiro jogo oficial na NBA. O calouro da universidade de North Carolina não se intimidou com a pressão da estreia e mostrou que pode ser uma ótima alternativa para poupar o veterano Chauncey Billups, 33 anos, para os momentos mais importantes.

Lawson fechou a partida com 17 pontos, sendo sete no último quarto, quando Denver arrancou para a vitória. Ele teve ainda seis assistências e deixou a quadra muito aplaudido pelos torcedores que lotaram o ginásio Pepsi Center.

O pivô brasileiro Nenê Hilário, que deixou o jogo eliminado após cometer seis faltas, também fez uma ótima estreia: anotou 16 pontos e apanhou seis rebotes. No primeiro ataque de Denver no jogo, ele sofreu uma falta no garrafão do Jazz enquanto tentava uma cesta.

Nenê caiu em cima do pé de Mehmet Okur, que torceu o tornozelo e o joelho no lance. Mesmo jogando “baleado”, com uma proteção na perna esquerda e recebendo tratamento médico constante do banco do Jazz, Okur foi um dos destaques da partida, com 13 pontos e seis rebotes.

A melhor figura do Jazz foi o armador Deron Williams, que anotou 28 pontos e deu 13 assistências. Na temporada passada, ele foi o segundo melhor na liga em passes para cesta, atrás apenas de Chris Paul, do New Orleans Hornets.

Spurs contam com boa partida de Parker e vencem Hornets

Com uma grande atuação do armador Tony Parker, o San Antonio Spurs estreou na temporada regular da NBA com uma vitória por 113 a 96 no Texas sobre o New Orleans Hornets. O francês, que deixou a quadra ainda no terceiro quarto machucado após uma forte queda, foi o cestinha do time de San Antonio com 17 pontos.

Recuperado da lesão no tornozelo direito que o tirou de várias partidas na temporada passada, o argentino Manu Ginóbili, com 16, foi o segundo maior pontuador dos Spurs. O experiente Tim Duncan se destacou também ao pegar 12 rebotes e marcar nove pontos.

“A equipe respondeu bem, fizemos as coisas de maneira inteligente e estamos contentes por termos conseguido nossa primeira vitória da temporada”, comentou Ginóbili.

O ala novato DeJuan Blair teve uma excelente estreia pelo Spurs, e deixou a quadra com um double-double (dois dígitos em dois fundamentos) de 11 rebotes e 14 pontos.

O armador Chris Paul liderou o Hornets com 26 pontos e o pivô Emeka Okafor, contratação do time de Nova Orleans para a temporada, conseguiu um double-double com 18 pontos e dez rebotes.

Detroit supera Memphis com boa atuação de Rip Hamilton

O Detroit Pistons estreou nesta quarta-feira na temporada regular da NBA com uma vitória por 96 a 74 sobre o Memphis Grizzlies, no Tennessee. O cestinha do jogo e principal nome da vitória da equipe foi o ala-armador Richard Hamilton, autor de 25 pontos.

Pelo Grizzlies, o espanhol Marc Gasol, irmão de Pau Gasol, do Los Angeles Lakers, fez a melhor partida de sua carreira na NBA e deixou a quadra com um double-double (dois dígitos em dois fundamentos) de 21 pontos e 15 rebotes.

Outras equipes que estrearam com vitória na noite dessa quarta na temporada regular foram Minnesota Timberwolves, que derrotou o New Jersey Nets por 95 a 93 em casa, e Oklahoma City Thunder, que bateu o Sacramento Kings por 102 a 89 também em sua quadra.

Categorias:NBA

NBA, o espetáculo começa hoje

outubro 27, 2009 1 comentário
Categorias:NBA

Orlando termina pré-temporada como único invicto

outubro 25, 2009 1 comentário

NBA



Carter brilha e Orlando fecha pré-temporada invicto

O encerramento da pré-temporada da NBA para o torcedor do Orlando Magic foi um deleite. Enquanto times de ponta como Los Angeles Lakers e Denver Nuggets pouparam titulares na noite desta sexta-feira, os azuis celestes contaram com o brilho de Vince Carter e Dwight Howard para bater o Atlanta Hawks por 123 a 86 e fechar esse período de preparação como a única franquia invicta.

Em outubro, o Magic disputou oito amistosos e venceu todos, com destaque para os triunfos sobre Dallas Mavericks, Houston Rockets e New Orleans Hornets. Curiosamente, em 2008/09 o time da Flórida também já havia sido o ‘rei’ da pré-temporada, com seis êxitos em sete exibições realizadas. Na ocasião, o bom rendimento inicial foi um ótimo indício para o plantel que terminaria com o segundo lugar da liga.

Nesta sexta, o Orlando completou seus preparativos com primazia. Principal contratação da equipe para o novo campeonato, que o Magic começa na próxima quarta-feira fora de casa contra o Philadelphia 76ers, Vince Carter foi também o maior pontuador diante dos Hawks com 26 unidades. “Se queremos lutar pelo campeonato, não podemos ter dificuldades no começo, quando todos ainda estão se aclimatando. Então trabalhamos duro e isso tem dado certo”, apontou o ala-armador, que converteu nove arremessos em dez tentativas.

Além do ex-atleta de Toronto Raptors e New Jersey Nets, Dwight Howard também brilhou na última noite. Pela quarta vez em sete jogos disputados na pré-temporada, o pivô chegou a um double-double (dois dígitos em dois fundamentos): foram 25 pontos e 13 rebotes no total.

Análises do dia:

Sacramento Kings

O Sacramento busca reviver o excepcional ano de 1951, onde conseguiu seu único título na NBA. Evidentemente que isso não acontece de uma hora para outra, então os Kings planejam seu futuro e investiram em jogadores muito novos( 20, 21 anos), mas para essa temporada a grande contratação foi o armador Desmond Mason.

Kings Roster:

Destaques:

O time californiano conta com bons jogadores, praticamente desconhecidos, como: o armador Kevin Martin, Tyreke Evans, Jason Thompson e o sérvio Beno Udrih. E outros mais conhecidos, como Desmond Mason, o dominicano Francisco Garcia( que lesionou-se durante a pré-temporada e desfalcará os Kings por 3 meses) e o argentino Andrés Nocioni


San Antonio Spurs

Os texanos buscam seu quinto anel de campeão, muitos podem duvidar, mas duvidar desse time do San Antonio é quase uma heresia. Um time que nos últimos dez anos conseguiu quatro títulos da NBA e Sete da divisão Sudoeste merece respeito. Os Spurs trouxeram três ótimos reforços para esta temporada, Richard Jefferson, Theo Ratliff e DeJuan Blair.

Spurs Roster:

Destaques:

A espinha dorsal do time é formada por três geniais jogadores: Tony Parker, Manú Ginobili e Tim Duncan. Esses três dispensam comentários por tudo que já mostraram e ainda terão o auxilio de ótimos jogadores,como, os experientes Michael Finley, Antonio McDyess e Theo Ratliff( que já foi eleito melhor jogador de defesa). O ala Richard Jefferson e dos menos famosos, mas bons, George Hill e Dejuan Blair. O destaque deste time é seu conjunto e a experiência dele.


Toronto Raptors

Único time canadense da competição, o time de Toronto busca uma vaga no disputado playoff da conferência Leste. Para tanto, o time investiu em um “carregador de piano” um atleta que joga muito e é pouco valorizado, Hedo Turkoglu. O turco, muitas vezes, fez o impossível no Orlando e todas as glórias do time ficavam às custas de seus outros astros. Agora Hedo procura mudar essa história e provar seu valor nos Raptors.

Raptors Roster:

Destaques:

O maior astro do time é o ala-pivô Chris Bosh, mas agora ele dividirá esse posto com Hedo Turkoglu. Além deles o Toronto conta com os europeus Jose Calderon, Andréa Bargnani, Rasho Nesterovic e Marco Bellinelli. Outros jogadores como Marcus Banks e DeMar DeRozan compõe o bom elenco dos Raptors.


Utah Jazz

O time da divisão Noroeste sonha em reviver os áureos tempos onde Karl Malone e John Stockton davam show a cada jogo e só não faturaram o anel, pois do outro lado da quadra havia um tal de Michael Jordan. O time de Salt Lake City fez duas ótimas temporadas(07 e 08) mas na passada deixou a desejar. Esse ano o Utah luta por uma final de conferência, o que seria fantástico para essa ótima geração do Jazz.

Jazz Roster:

Destaques:

O time de Utah conta com ótimos jogadores, o melhor deles é o versátil russo Andrei Kirilenko que defende e ataca com uma qualidade rara. Aliados ao AK47, Deron Willians, armador de muita inteligência e velocidade, uma dupla de muita qualidade no garrafão, Carlos Boozer e Mehmet Okur. Além deles, CJ Miles e o recém contratado Paul Millsap são outros bons nomes desse time que tem umas das melhores campanhas dos últimos tempos jogando sob seu domínio.


Washnigton Wizards

O time da capital dos Estados Unidos não sabe o que é conquistar um título de divisão, conferência há exatos trinta anos. A grande contratação para esta temporada foi o pivô argentino, ex- San Antonio, Fabricio Oberto. Os Wizards lutam por um difícil vaga nos playoffs do Leste.

Wizards Roster:

Destaques:

O time conta com uma dupla de renome, Gilbert Arenas, o super-astro, e Antawn Jamison, que mesmo sem o status do companheiro, é o capitão do time e o jogador que “leva o time nas costas” durante as frequentes lesões de seu parceiro. Aliados a essa dupla, o Washingnton conta com Caron Butler, Randy Foye e Fabricio Oberto.

Categorias:NBA